Planejar e viajar!!!

Viajar!!

Estou vendo um programa de viagens , daqueles que te levam para vários lugares incríveis do mundo , e neste mundão existem milhares de lugares assim , que devemos e queremos conhecer. 

E enquanto assistia comecei a pensar  e entender o que buscamos quando falamos de “viver as experiências ” sim  porque o que nos move é a vontade de estar lá , de conhecer aquela cidade , fazenda , floresta , praia ,enfim os lugares incríveis do nosso planeta azul . 

Depois então de decidir que você vai mesmo , e que será nas próximas férias e se você não é do tipo que está sempre pronto para colocar o pé na estrada ( eu estou sempre com a documentação de viagem pronta ) o necessário é revisar a documentação . 

Então veja abaixo 

*Para viajar pelo Brasil  precisa estar com o RG em boas condições 

*Para viajar pelos países do Mercosul o RG também precisa estar em boas condições e de preferência com menos de 10 anos de emissão.

Agora se sua viagem é internacional e para países que não fazem parte do Mercosul  você vai precisar de mais alguns passos , veja abaixo :

*Passaporte válido 

*cartão de vacina internacional 

*dependendo do destino será  necessário visto 

*Documentos necessários para o embarque de menores em voos domésticos

Os menores com até 12 anos incompletos poderão embarcar munidos apenas da certidão de nascimento. Caso a criança já tenha completado 12 anos, a apresentação da Carteira de Identidade (RG) ou de outro documento oficial com foto é obrigatória.

Jovens com até 16 anos incompletos poderão viajar dentro do Brasil com ambos os pais, com apenas um deles ou com parentes de até terceiro grau (irmãos, tios e avós). Nos casos em que o menor esteja viajando sem os pais, é necessário também portar documentação que comprove o parentesco entre ele e o acompanhante responsável. Caso o menor de 16 anos esteja viajando desacompanhado ou acompanhado de parentes com grau de parentesco acima de terceiro grau, será necessário apresentar uma autorização de viagem.

A Anac disponibiliza em seu site alguns modelos de formulário de autorização para viagem de menores de 16 anos. A autorização deve ter as assinaturas reconhecidas em cartório.

https://www.anac.gov.br/acl_users/credentials_cookie_auth/require_login?came_from=https%3A//www.anac.gov.br/assuntos/passageiros/formulario-de-autorizacao-de-viagem

Já adolescentes com idade entre 16 anos completos e 18 anos incompletos podem viajar desacompanhados em voos domésticos sem a necessidade de autorização

*Documentos necessários para o embarque de menores em voos internacionais

Para o embarque com menores para o exterior será necessário o passaporte ou RG para os países do Mercosul.São 8 os países do Mercosul que nós brasileiros podemos viajar apresentando o RG, São eles: Argentina, Uruguai, Paraguai, Chile , Colômbia, Equador e  Peru .

Carteira de Identidade (RG) com foto recente será aceita. Em ambos os casos, se a criança não esteja acompanhada dos dois genitores, será necessário também a autorização de viagem para que o menor possa sair do Brasil desacompanhado ou com apenas um dos pais. Essa autorização pode ser feita em cartório ou em juizado. Também será válida autorização judicial.

A regulamentação da documentação necessária para o embarque de crianças e adolescentes é competência do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que teve como última regulamentação a respeito a Resolução 295, de 2019 sobre os requisitos para embarque de menores em viagens de avião dentro do Brasil. Já a Resolução 131, de 2011, rege sobre a concessão de autorização de viagem para o exterior de crianças e adolescentes brasileiros.

Pets

Independente do destino escolhido, seu animal de estimação necessitará de documentação adequada para o local.

 *para qualquer viagem de  carro  com seu pet a carteira de vacinação deve estar em dia .

Se a viagem for de ônibus   é necessário verificar com a empresa de ônibus , mas em geral  vale o que segue abaixo 

  • Só estão autorizados a viajar cães e gatos de pequeno porte (até 10 kg);
  • Aves e animais silvestres precisam de autorização especial do Ibama para viajar;
  • É obrigatório o uso de caixa de transporte em boas condições;
  • Os animais transportados não podem comprometer o conforto e a segurança dos demais passageiros em razão de peçonha, ferocidade ou condições de saúde;
  • É obrigatória a apresentação de carteirinha de vacinação preenchida e em dia;
  • Um atestado de saúde emitido por um veterinário até 15 dias antes da viagem também poderá ser solicitado.

Se a viagem for de avião , vale checar as regras da cia aérea pois elas mudam .

Para Viagens Nacionais

Para destinos dentro do Brasil é necessária a Carteira de Vacinação do animal atualizada, que comprove a vacinação contra a raiva, e o Atestado de Sanidade Animal emitido pelo médico veterinário com registro no CRMV-UF. Poderá ser realizado pelo seu veterinário de escolha, devidamente registrado no órgão de competência do seu Estado.

​O atestado deve ser emitido em um prazo de 10 (dez) dias antes da viagem e conter as seguintes informações:

  1. ​Identificação do proprietário (nome completo, endereço, RG e CPF, telefone).
  2. Identificação do animal (nome, espécie, data de nascimento, microchip, pelagem, raça).
  3. Informação sobre as vacinações (informações completas sobre a imunização contra a raiva*)
  4. Informações sobre o tratamente antiparasitário.
  5. Informações sobre a saúde do animal.
  6. Identificação do médico veterinário com carimbo e registro no órgão competente.
  7. Data e local

*Caso no atestado constar que a vacinação de raiva está em dia, este já é suficiente como documento de transporte.

​O passaporte atualizado do animal também é aceito.

Outras espécies de animais diferentes de cães e gatos necessitam da Guia de Trânsito Animal (GTA), emitido pela Secretaria Pecuária, Pesca e Abastecimento (Seappas) dos Estados ou municípios, decreto Nº 5.741, de 30 de março de 2006.

​Cães e gatos estão dispensados do GTA segundo a Instrução Normativa nº 18, de 18 de Julho de 2006.

FONTE: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Para Viagens Internacionais

Os documentos utilizados para essa finalidade são o CVI (Certificado Veterinário Internacional) e o Passaporte para Trânsito de Cães e Gatos, que são expedidos por Auditores Fiscais Federais Agropecuários das unidades de Vigilância Agropecuária Internacional (Vigiagro), vinculado à Secretaria de Defesa Agropecuária (SDA) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

O CVI deve ser emitido antes de qualquer viagem realizada pelo animal. Já o Passaporte é um documento com maior validade, sendo atualizado e validado pelo AFFA com as informações sanitárias na ocasião da viagem.

​Para ingressar no país de destino, o CVI precisa ter a validade de 2 a 10 dias contados a partir da data de emissão pelo VIGIAGRO (consulte o país de destino). Caso a viagem demore mais de 10 dias o prazo do CVI pode ser estendido. Programe sua vaigem com antecedência para evitar transtornos que impeçam o embarque do animal. Sugere-se entrar em contato com as unidades emissoras de CVI com, no mínimo, 30 dias de antecedência, uma vez que os atendimentos estão sujeitos a agendamento prévio.

​O CVI será válido para o ingresso e retorno aos países do MERCOSUL por 60 dias, contados a partir da data de emissão. *A vacinação da raiva deverá estar dentro do período de validade do CVI.

​Para retorno do animal ao Brasil, o CVI emitido por outros países terá validade de 60 (sessenta) dias (Instrução Normativa 05/2013).

Países como Reino Unido e Suécia, é exigido o microchip no animal.

Já Austrália e Nova Zelândia Não aceita cães e gatos oriundos do Brasil

FONTE: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois + nove =